quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Se Escócia se tornar independente, pode aderir a euro, diz líder.

Por Tim Castle

LONDRES (Reuters) - A Escócia poderia aderir ao euro caso se torne independente, disse o líder separatista da região britânica, criticando o primeiro-ministro David Cameron por isolar o Reino Unido do restante da União Europeia.

O primeiro-ministro regional escocês, Alex Salmond, acusou Cameron de "exibicionismo irresponsável" ao rejeitar, na cúpula da semana passada, a alteração no Tratado da UE para fazer frente à crise da dívida na zona do euro.

A decisão de Cameron pode ter aumentado as chances de convocação de um referendo para que a Escócia encerre 300 anos de união com a Inglaterra e se torne um Estado independente dentro da UE.

A posição de Cameron é ditada em parte pela pressão da ala direitista do seu Partido Conservador, que praticamente não tem representação na Escócia.

Salmond, líder do Partido Nacional Escocês, disse à rádio BBC que a Escócia, caso se torne independente, inicialmente manteria a libra como moeda, mas teria a adesão ao euro como "uma possibilidade de longo prazo", desde que "as condições econômicas sejam corretas" e o povo escocês aceite.

"Só faríamos isso se houvesse um referendo, porque se trata de uma mudança substancial na posição constitucional", afirmou.

Para Salmond, que governa uma população de 5,2 milhões de escoceses, a posição de Cameron frente à UE "pode ameaçar os empregos de dezenas de milhares de pessoas". "Isso não é liderança, é isolacionismo, é exibicionismo irresponsável", disse o político, que escreveu a Cameron queixando-se da falta de consulta aos governos regionais da Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte, que são parte integrante do Reino Unido, junto com a Inglaterra.

(Reportagem de Tim Castle)


Link para a reportagem
http://noticias.br.msn.com/mundo/se-esc%C3%B3cia-se-tornar-independente-pode-aderir-a-euro-diz-l%C3%ADder

Essa postagem é: 

6 comentários:

Sydnei disse...

Oi Márcia, adoro seu blog.
Possivelmente irei morar na Escócia esse ano e já estou encantado lendo tudo sobre esse lindo país.

Mas me diga uma coisa, esse referendo jah saiu? Vc acha que a maioria dos escoceses realmente querem se separar do Reino Unido?

Obrigado.
Sydnei

Marcia Pimentel disse...

Olá Sydnei,

Eu adoraria morar na Escócia agora. Tenho certeza que você será muito feliz ao viver nesse país tão lindo. Eu também vou morar na Escócia, mas não agora. Tenho três filhas, que gosta das badalações que uma grande cidade tem, como shoppings, cinemas, e outras badalações. E onde eu quero morar na Escócia, não tem nada disso, é um lugar bem tranquilo. Então, como o sonho é meu, vou ter que esperar um pouco mais, até elas poderem se cuidar sozinhas, e depois vou morar na Escócia.

Sobre o referendo, ele só será realizado em 2015. O primeiro mministro Alex Salmond, já começou a campanha para o referendo. Pelo que li, parece que a metade dos Escoceses querem a separação da Inglaterra. Muitos, que nao querem, acredita que a Escócia possa não conseguir se estabelecer financeiramente sem a Inglaterra, o que eu não acredito. O país é muito lindo, cheio de cultura, seu povo é lindo, sua história e grande e maravilhosa. Mas, tudo isso fica obscurescido pela Inglaterra. Gostaria muito que a Escócia conseguisse sua independencia e que o mundo pudesse conhecer esse país, que apesar de pequeno, é muito grande em sua história. Em 2015, gostaria de ver o povo guerreiro, lutando pela liberdade do seu país, durante a votação do referendo. Li e leio muito sobre esse povo, ele sempre foi muito guerreiro, lutando por sua liberdade, ou defendendo sua liberdade. Mas, algo aconteceu que fez com que esse povo esquecesse essa alma guerreira que existe em cada um escocês. Acredito que o ministro Alex Salmond, aos poucos fará com que cada guerreiro, que está dentro de cada escocês, reviva novamente e, em 2015 lutarão por sua liberdade.

Sydnei, seja sempre bem vindo ao meu blog.

Bjs.

Sydnei disse...

Márcia,

Obrigado pela resposta.
Eu também acho a Escócia um país maravilhoso. Nunca morei lá, mas pelas coisas que leio dá pra perceber o quão belo ele é e como seu povo é hospitaleiro e gentis.
Eu também irei morar em uma cidadezinha pequena, bem pacata mesmo. Mas no dia que eu quiser uma "badalaçãzinha" poderia ir pra Glasgow. Estou muito otimista com essa possibilidade de me estabilizar e viver na Escócia, acho que não me arrependerei.

Agora em relação á independência eu sou mais ponderado. Não sei se isso seria realmente bom pois apesar de tudo a Inglaterra é uma grande nação e de certa forma " protege" a Escócia. Também tem a questão da libra que é uma moeda forte e mais segura que o euro. Enfim, não sei ainda ao certo se essa independência seria realmente boa ou ruim mas de uma coisa tenho certeza, o povo escocês é muito patriota e guerreiro, sem dúvidas.

Me tira uma dúvida; os muçulmanos que vivem na Escócia são pacíficos? Interagem com o resto dos escoceses ou ficam mais isolados em bairros e guetos como acontece na França e Inglaterra?
Pergunto isso pq constantemente vejo muitas notícias sobre a falta de integraçao de muçulmanos na Europa.

Vou indo, abs
Sydnei

Marcia Pimentel disse...

Olá querido Sydnei

Que bom ter você aqui novamente. Por favor, quando estiver morando na Escócia não

esqueçe de me avisar, quem sabe eu lhe faça uma visitinha rsrsss. Você ja leu o livro do

Zega Camargo, sobre a viagem dele sobre os paises da Europa? Eu li e não gostei. Só li

tambem a parte que ele fala sobre a Escócia, me decepcionei com as críticas que ele fez. Eu

respeito a opinião dele, mas também nao precisa dizer tudo aquilo, ele reclamou de tudo:

das pessoas, do clima, dos pontos turisticos. Só faltou dizer, não visitem a Escócia porque lá

não tem nada de bom. Odiei o Zeca Camargo, rsrss, odeio até hoje, rsrrss. Eu amo a

Escócia e ouvir, ou ler, alguém falando mal dela, me deixa muito triste e superrrrrr revoltada.

Eu estou fazendo um livro que fala sobre os monumentos megalíticos da Escócia. Eu sou

louca por esses lugares, minhas pedras favoritas são as pedras Callanish, que fica na Ilha de

Lewis, eu gostaria muito de estudá-las, eu tenho um teoria sobre elas. Eu pretendo fazer uma

tese sobre isso, por isso voltei a estudar, além de escritora quero ser historiadora. Espero

que a vida me dê tempo para isso rsrsss. O livro está ficando bem legal, estou colocando

fotos das pedras e comentando um pouco sobre elas e onde elas ficam. Faço isso quando

estou sem inspiração para o romance que estou escrevendo sobre a Revolução Jacobita de

1745. Tem dias que fico totalmente sem inspiração para o romance, então eu monto o livro

com as coisas que eu já pesquisei. Eu gostaria de morar na cidade de Callanish, para poder estudar as pedras, eu espero, muito, muito, muito realizar esse sonho.

Quanto a Escócia ser independente, eu sou totalmente a favor, eu gostaria muito de poder votar. Eu tenho certeza que a Escócia estará bem melhor quando não estiver mais a sombra da Inglaterra. Leio muito sobre isso e recentemente li uma entrevista do ministro da Escócia esclarescendo sobre toda essas dúvidas, pelo o que li, a Escócia estará bem melhor separada do Reino Unido. Eu espero realmente que ele consiga que todos os escoceses vejam que isso é o melhor para a Escócia.

Eu realmente não sei sobre os muçulmanos na Escócia. Você é muçulmano?

Beijos

Marcia Pimentel disse...

Olá querido Sydnei

Que bom ter você aqui novamente. Por favor, quando estiver morando na Escócia não esqueçe de me avisar, quem sabe eu lhe faça uma visitinha rsrsss. Você ja leu o livro do Zega Camargo, sobre a viagem dele sobre os paises da Europa? Eu li e não gostei. Só li tambem a parte que ele fala sobre a Escócia, me decepcionei com as críticas que ele fez. Eu respeito a opinião dele, mas também nao precisa dizer tudo aquilo, ele reclamou de tudo: das pessoas, do clima, dos pontos turisticos. Só faltou dizer, não visitem a Escócia porque lá não tem nada de bom. Odiei o Zeca Camargo, rsrss, odeio até hoje, rsrrss. Eu amo a Escócia e ouvir, ou ler, alguém falando mal dela, me deixa muito triste e superrrrrr revoltada. Eu estou fazendo um livro que fala sobre os monumentos megalíticos da Escócia. Eu sou louca por esses lugares, minhas pedras favoritas são as pedras Callanish, que fica na Ilha de Lewis, eu gostaria muito de estudá-las, eu tenho um teoria sobre elas. Eu pretendo fazer uma tese sobre isso, por isso voltei a estudar, além de escritora quero ser historiadora. Espero que a vida me dê tempo para isso rsrsss. O livro está ficando bem legal, estou colocando fotos das pedras e comentando um pouco sobre elas e onde elas ficam. Faço isso quando estou sem inspiração para o romance que estou escrevendo sobre a Revolução Jacobita de 1745. Tem dias que fico totalmente sem inspiração para o romance, então eu monto o livro com as coisas que eu já pesquisei. Eu gostaria de morar na cidade de Callanish, para poder estudar as pedras, eu espero, muito, muito, muito realizar esse sonho.

Quanto a Escócia ser independente, eu sou totalmente a favor, eu gostaria muito de poder votar. Eu tenho certeza que a Escócia estará bem melhor quando não estiver mais a sombra da Inglaterra. Leio muito sobre isso e recentemente li uma entrevista do ministro da Escócia esclarescendo sobre toda essas dúvidas, pelo o que li, a Escócia estará bem melhor separada do Reino Unido. Eu espero realmente que ele consiga que todos os escoceses vejam que isso é o melhor para a Escócia.

Eu realmente não sei sobre os muçulmanos na Escócia. Você é muçulmano?

Beijos

Sydnei disse...

Oi Márcia!

Nossa, vejo que vc é super determinada mesmo em adentrar de cabeça no mundo escocês. Muito legal isso!
Eu ainda estou patinando, não sei muita coisa ainda mas sou muito curioso, de vez em quando estou lendo matérias sobre a Escócia. Se tudo der certo eu vou morar em Aberdeenshire e claro q vc já está convidada, seria um imenso prazer. Estarei me mudando em Dezembro, tá pertinho!

Em relação aos muçulmanos apenas fiquei curioso em saber como é a relação deles com os escoceses. Eu não sou muçulmano e nem quero ser, mas queria saber se na Escócia existem guetos islâmicos que não se integram à sociedade ou causam problemas. Sei que na França e Inglaterra tem muito isso, mas acredito que a realidade da Escócia é melhor.

Esse teu blog é imenso e eu sou meio novato ainda, que artigos vc me sugere pra ler?


Abraços,
Sydnei